24 setembro 2013

O Fim dos Sentidos

Necessidades
Básicas necessidades impulsionando o mundo em volta
Dificultando ou facilitando

Egos
Cegos que só enxergam sombras na parede
E não percebem o mundo que há por trás da luz

Palavras más ou boas
Nunca no tempo certo
Sempre

E pesados braços que não se levantam para abraçar o simples
Desconfortável
Pensamentos errados
Obsessões vãs

Ilusões
Fugas sem sentido e sem sentimento
Onde poderia haver mais
E há mais, só não se vê

Porque não mostrar os medos de uma só vez?
Porque mostrar?

Dúvidas
Sempre dúvidas
Mas também existe a força maior
O corpo que atrai o corpo
A alma que atrai a alma
E o fim dos sentidos