26 outubro 2011

Não achei meu coração no lixo

Independente do que aconteceu...
Foi de coração.
Foram meus sentimentos em jogo também,
Não só os seus...


Cansei de ouvir "eu te amo"
Pois foi bem mais que precipitado.
Eu esperei apoio e dei paixão
O que não foi de coração, foi pensado

Insensato, indiferente ou incompleto
Foi tomado uma decisão com atitude
Não sei bem se o que fiz foi certo
Só sei que tentei não ser rude

Mas o tempo nos mostra verdades
Vivenciando se descobre o mundo
Percebi reações cheias de maldade
Mas não podia ter ficado mudo

Por não saber cuidar da situação
Perdi o sabor de uma boa conversa
Perdi o sentimento em minha feição
Quis resolver tudo e com pressa

Eu não achei meu coração no lixo
Eu não preciso suportar rancor
Eu não aguento mais perseguição
Eu não aceito mais falar de amor

Um dia mudo e volto à mesma fase
Aquela que tudo parece perfeito
Sem preocupar se vou sentir saudade
E sem guarda mal nenhum em meu peito

Henrique Corrêa

2 comentários:

  1. Desde que tenha dado de coração... nada mais conta!
    Fantástico poema!

    um anjo

    ResponderExcluir
  2. É... percorreu um caminho q o levou a isso...
    Essa fase passa.
    O importante é que foi de coração.

    ResponderExcluir