27 setembro 2011

Nada mais

Não me vejo mais
Não sei mais quem sou
Nem se sou capaz
De dizer "Amor"

Eu queria a paz
Só vejo rancor
E o "Nada Mais" foi o que restou


Nada mais

Seja nesta chuva
Ou até no sol
Eu só vejo a lua
Tremo em meu lençol
Ainda quero a paz
Não guardo rancor
Mas o "Nada Mais" foi o que restou

Nada mais

Não adianta mais viver por amor
Se o que eu vivi só me machucou
Não conheço, agora, mais nenhum sabor
E o "Nada Mais" foi o que restou


Henrique Corrêa

Este texto foi escrito e musicado em 1999, mas não tinha postado aqui ainda.
Logo vou gravar um vídeo com ele e posto também.
Obrigado

Nenhum comentário:

Postar um comentário