16 dezembro 2009

Fim de ano

Sobre o ano que se encerra.
Deixei de morar na Serra
Quero ser "Canela Verde".
Deixei de ser bom marido
To convencendo com o cupido
Jogando contra a parede

Não deixei o meu trabalho
Nem larguei meus companheiros
Passei mais que dia inteiro
Só no jogo de baralho

Fiz tudo o que não presta
E muito ainda me resta
Mas não canso de compor
E por isso fiz da rima
Boa e fiel rotina
Que trato com muito amor

Neste ano que aproxima
Seja tudo e seja em dobro
O melhor do ano novo
É fazer o que te anima

Que o Natal seja feliz
E tudo o que sempre quis
Aconteça sem pudores
Que a festa continue
E que a noite toda dure
Sem promessas, sem rancores

Nenhum comentário:

Postar um comentário