02 outubro 2008

PROGRAMAÇÃO E EPITÁFIO

Fiquei muito triste ao ler este e-mail logo pela manhã. Mas sei que as coisas não estão boas pra nenhum dono de bar após o lançamento da lei seca. E é com pesar que transmito esta mensagem.

PROGRAMAÇÃO CLUBE DAS ARTES
  • Quinta-feira, dia 7 de outubro, 2100 h - Vinícius Piê, Emerson Metal e Leah;
  • Sexta-feira, dia 8 de outubro, 2100 h - Barbosa Lima
  • Sábado, dia 9 de outubro, 2100 h - Quem Sabe Faz ao Vivo


EPITÁFIO
Morre ,este mês, mais uma vã tentativa de promoção da cultura praticada na cidade de Vila Velha.
O Clube das Artes, iniciativa dos amigos Sônia Assad, Marcos de Assis, Denise Dalmacchio e Jorge Sales encerra suas atividades, após 7 meses de exaustiva tentativa de levar ao público gratuitamente, eventos como o Segundas Intenções, voltado exclusivamente para mostra de trabalhos autênticos, Cine no Clube, mostra de cinema, realizada sempre às terças, com o apoio inestimável da associação de Cineclubes de Vila Velha, Quarta Livre, palco e sonorização disponibilizados para ensaios de trabalhos, com vistas a realização de shows no local, onde os músicos só precisavam levar seus instrumentos. Às quintas e sextas, promovíamos shows com artistas da terra e a tradicional música ao vivo. Tentamos ainda montar eventos com o intuito de congregar e confraternizar artistas profissionais e amadores, como era o Sábado em Qualquer Tom.

O que o Clube tentou, ao longo deste período foi buscar uma alternativa auto-sustentável, através dos serviços de Bar, para custear as necessidades de manutenção do espaço propriamente dito. Infelizmente, sucumbiu à Lei Seca, desinteresse dos artistas em mostrar seus trabalhos autênticos (foram poucos corajosos), falta de interesse esta que abrange também, a manutenção do próprio espaço como mais uma opção de palco. Em tempos de Lei Seca, os "bares da moda" vêm se extinguindo e cabe a nós artistas tratarmos com carinho os que estão restando, levando o nosso público a estes espaços sempre que possível. Vila Velha é um grande produtor de arte e cultura. Pena que nem com a assinatura da Lei de incentivo à Cultura, os artistas, que certamente conseguiram apoio financeiro, viram no Clube uma oportunidade de divulgação pública do seu trabalho. Artistas, " Um livro de poesia na gaveta, não adianta nada, lugar de poesia, é na calçada". Sábias palavras de um outro artista daqui do Espírito Santo, o Sérgio Sampaio.

Lembramos ao público que reclama que pagamento de couvert encarece a conta, que o artista que trabalha no bar, vive disso. Veja-se como um pequeno incentivador da nossa cultura musical, do contrário todo trabalho veiculado ao público será feito por Mega Shows de Axé, Pagode , Funk, e Sertanejo e outras modernidades!

É... Vamos procurar espaços para que possamos carregar nosso som nas costas, tocar por quatro horas seguidas e, por fim, ganhar couverts medíocres!
Grande de abraço!!

Marcos Assis

Nenhum comentário:

Postar um comentário