25 dezembro 2008

O Novo Natal

O Natal é a época do ano que mais esperamos. É tempo de esperança, alegrias, renovação, presentes, menino Jesus, família, comida gostosa ( não necessariamente nesta ordem), e muita coisa boa. Mas todos nós sabemos que nem todos tem felicidade máxima no natal.

Eu nunca fui muito chegado nesta coisa de festas natalinas e de fim de ano. Apesar de minha família ser bastante católica, eu não sou. Sou mesmo um bom fã das festividades religiosas mas não do valor religioso delas.

Nem todos os meus natais foram legais, principalmente na minha adolescência. Algumas veze seu fugia das festas de natal motivado pela monotonia da reza ou pelo parente que ninguém gosta chato. Mal sabia eu o que estava perdendo. Para muitos adolescentes o ato de NÂO rezar/orar é "religioso". Eu era um destes que fugia das relações com a igreja e todas as suas derivações. E mesmo que não gostasse desta parte, lá estava eu na hora do "rango" e dos presentes. Também, a comida que minhas avós fazem são as melhores. Pena que quase nunca ganhava o que pedia pro Papai Noel.

Procurei saber, por muitas vezes sem sucesso, como o natal se tornou a época mais movimentada do comércio mundial, e meus presentes vinham errado. Será que o Pai Natal está velhinho? Está andando muito com aquele alemão, o Alzheimer, e anda trocando ou esquecendo as coisas? Será que o bom velhinho não é tão bom assim? Será que estou pedindo demais? Será que estou perguntando demais também? Se não dá pra ser o que quero eu poderia pelo menos escolher outra coisa em vez de ganhar um lenço ou uma cueca nova?

Achei algumas respostas e tentei me convencer com o fato de que o natal realmente foi criado pelo homem para, simplesmente, ganhar mais dinheiro vendendo qualquer coisa. E era justamente essa qualquer coisa que eu ganhava. Só que, com meus presentes, o homem não ganhava tanto dinheiro assim.

Passei a procurar pelas ruas algum motivo para o "tal bom velhinho" me esquecer. Antes de procurar com fé encontrei muitos motivos. Haviam, na calçada, algumas pessoas sem comida há dias, sem banho tomado há meses e, com certeza, sem dinheiro há anos.

O que aconteceu com o natal? O que aconteceu com o sonho das pessoas de mudarem o mundo?

Sem muito mais o que dizer, me despeço esperando que neste natal meu presente seja o que eu realmente pedi: Um abraço e um mundo com mais natal!

16 dezembro 2008

Sensibilidade Masculina

Mulheres, ao tentar agradar um homem, conheça-o bem antes, saiba como ele pensa, e agrade a ele, não a você, pois senão, podes acabar assim...

"Tava num clima meio ruim com o maridão e resolvi fazer uma  surpresa...
Comprei 250 velas de tamanhos diferentes, 10 dúzias de rosas vermelhas, espumante, queijos e frutas e decorei toda a casa.Nosso quarto fica no segundo andar e eu fiz um caminho de velas desde a porta de entrada até o quarto... As escadas iluminadas, tudo lindo!!!

Chamei um casal de amigos para acender as 250 velas antes de chegarmos a casa. A cama estava coberta com pétalas de flores... Arranjos maravilhosos de antúrios (flores que usamos no nosso casamento), além do espumante no gelo e as frutas, queijos e frios completavam o clima do quarto.

Guardamos o carro na garagem e pedi pro marido ir à frente que eu já estava saindo do carro. Enquanto ele abria a porta eu tratei de tirar o vestido. Fiquei só de lingerie e cinta-liga. Imagina a cena...

Quando meu maridão abriu a porta eu desci do carro. Semi-nua, claro !!!

Quando olhei a cara do meu marido percebi que ele estava BRANCO. Virou pra mim, sem perceber "meu modelito", e gritou:

_ A casa tá pegando fogo !!!

Eu, calmamente, disse para ele olhar novamente. Fiz até uma cara "sexy" para dizer isso...

Ele abriu a porta mais uma vez e gritou, mais branco ainda:

_ PUTA QUE PARIU !!!!! Não é incêndio !!! É MACUMBA !!!!!!"

Autor Desconhecido

10 dezembro 2008

Festival Omelete Marginal

O Festival Omelete Marginal é um desdobramento da revista eletrônica de mesmo nome, fundada em dezembro de 2007 pelo agitador cultural Fred Entringer. A revista Omelete Marginal nasceu num período-chave, de renovação do cenário artístico no Espírito Santo. Com foco na cadeia criativa do Estado, segue com a proposta de contar histórias e revelar ídolos através de entrevistas, reportagens, matérias, artigos e crônicas, tudo com inteligência, objetividade, irreverência e polêmica. Com esse conceito, faz sucesso, e hoje já é a principal referência do ES quando se fala em cultura local. De corpo multimída, a OM é uma publicação para ler, ver e ouvir.

O EVENTO

Nos dias 13 e 14 de dezembro de 2008, Vitória, capital do ES, recebe a primeira edição do Festival Omelete Marginal, um evento multifacetado, fundamentado nos princípios de coletividade e conectividade. Música, cinema, teatro, dança, moda, fotografia, artes plásticas, visuais e digitais convergindo num mesmo espaço, criando uma grande rede cultural potencializada por conexões entre pessoas.

O festival surge com o propósito de mapear a movimentação artística no ES, descobrir quem são, onde estão e o que fazem as mentes mais criativas do Estado. Reunindo artistas e bandas que estão se destacando num novo modelo de mercado cultural capitaneado pela internet, o Festival Omelete Marginal está promovendo o diálogo entre os agentes culturais do ES, estimulando a formação de novas platéias e a difusão da produção artística local. Mais do que tudo, o festival pretende incentivar a produção autoral, integrando a nova geração de artistas capixabas. Assim, focando no trabalho em rede, cooperativista, o evento está inserindo o Espírito Santo no calendário anual de festivais, conectando o Estado com o Brasil e fomentando a cena local, envolvendo artistas, produtores e comunicadores, revelando novos nomes para o cenário cultural local e brasileiro.

PROGRAMAÇÃO

DIA 13 DE DEZEMBRO / SÁBADO - PRAÇA DO PAPA - VITÓRIA
FESTIVAL DE ARTES INTEGRADAS
Praça do Papa - Enseada do Suá - Vitória/ES
Ingressos: ENTRADA FRANCA
Contato: Contato: conteudo@inspire.art.br / 99385224 - 32333252 / Luciano Coelho
  • 12h - Warm Up Dj’s + Promoções
  • 14h - Atração SURPRESA by Antimofo!
  • 14h40 - Intervenções Urbanas de Elaine Pinheiro
  • 15h - Show: Mevoah
  • 15h40 - Dança: Balé África Brasil
  • 16h - Show: Sol na Garganta do Futuro
  • 16h40 - Performance Sindicato du Dub
  • 17h - Show: Lion Jump
  • 17h40 - Performance do Grupo Z de Teatro
  • 18h - Show: Gustavo Macaco + VJ’s Videorama
  • 18h40 - Exibição do curta metragem “Eu que nem sei francês” + Desfile: Daniel D’ávila
  • 19h - Show: Fê Paschoal + Expurgação Live
  • 19h40 - Exibição do curta-metragem “Contra Maré” + Esquete teatral: Cia. Taruíras Mutantes
  • 20h - Show: Mickey Gang + live act de Mônica Nitz (pintura)
  • 20h40 - Duo Joe-Zee + Desfile: Kessy Borges
  • 21h - Show: Supercombo + live act de Oril Hilal (grafite)
  • 21h40 - Fotonovela “Marlboro Vermelho” + Set: DJ Buteri
  • 22h - Show: Alexandre Lima + VJ Fábio Zamborlini
  • 22h40 - Exibição do curta-metragem “Fracasso” + Videoarte: Lamartine Neto
  • 23h - Show: Tamy
  • 23h40 - Set: DJ Rike Sick + Performance de Gabi Lima
  • 00h - Show: J3 + live act Fred Fredone (grafite) + Ultimate B.Boys (break)
  • 00h40 - Set: DJ Kali
  • 01h - Show: Solana + VJ: Fábio Zamborlini
  • 01h40 - Batalha de VJ’s: Mirabólica vs Videorama + Set: DJ Monk Ponk
  • 02h - Show: Zémaria + VJ: Mirabólica
  • + Exposições Fotográficas: Manoela Chiabai e Lucas Aboudib
  • + Ações de Consumo Responsável by VIDA URGENTE.
DIA 14 DE DEZEMBRO / DOMINGO - HOTEL SENAC (ILHA DO BOI) - VITÓRIA
PRÊMIO OMELETE MARGINAL
Homenageado do Ano: AFONSO ABREU
Apresentação: Sanny Lys, Reginaldo Secundo e Dani Moraes
26 categorias - 130 indicados
Ingressos: Convidados e sorteados pelo site www.iu.art.br ou Rádio Cidade FM
Contato: conteudo@inspire.art.br / 99385224 - 32333252 / Luciano Coelho
  • (18h35) - Performance Casaca
  • (19h00) - Performance Vitória Hard Rockers
  • (19h25) - Performance Mc Adikto
  • (19h50) - Performance Amigos do Rei
  • (20h20) - Performance Nave S.A
  • (20h45) - Performance Amaro Lima
  • (21h15) - Performance Afonso Abreu e Aurora Gordon

09 dezembro 2008

1ª FESTA DA CULTURA 2008

PROGRAMAÇÃO DA 1ª FESTA DA CULTURA 2008
Esta festa não se pode perder. Um dia de cultura só para você!

Local: Centro Educacional InterAção
Rua Joatuba, 22, Cobilândia, Vila Velha-ES
CEP 29.111-550 Telefax: 3326-2017

Dia 09/12 (terça-feira) de 8h00 às 11h00

  • Corte de cabelo:de 14h00 às 17h00
Dia 10/12 (quarta-feira) às 19h00
  • Palestra sobre o tema DROGAS -Palestra voltada para adultos, pais e responsáveis.Aberta para a comunidade. Palestrante: Expedito Jorge Tavares de Souza da Polícia Federal. Não será permitida a entrada de crianças.Aulão de Yoga
Dia 11/12 (quinta-feira) às 19h00
  • Aulão com Rosacler F. Merlo (os interessados em participar do aulão devem fazer uma alimentação leve até às 18 horas somente)
Dia 12/12 (sexta-feira) de 09h00 às 11h00 e de 14h00 às 17h00
  • Exposição eà venda de trabalhos de artes
  • Releitura – obras de arte e obras literárias
  • Oficinas de balões
  • Plantas medicinais (Pastoral da Saúde – pela manhã)
Dia 13/12 (sábado)
  • 09h00 – Abertura com o Hino Nacional Brasileiro
  • 17h40 – Dança de Congo Os peixinhos do mar (Nível II A e 1º ano/9 A)
  • 18h00 – Banda de Congo CIA CUMBY
  • 19h00 – Mocidade Unida da Glória (MUG)
  • 20h00 – Encerramento com o Grupo Moxuara
Dia 14/12 (domingo) - O "Clube VilaVelhense do Vinil" se apresenta no InterAção
  • 12h30 – 11º Domingo do Vinil. Você ouvirá boas músicas com os saudosos bolachões que marcaram época com os mais variados ritmos!

Ajude as vítimas das enchentes de Vila Velha doando alimentos não perecíveis.

08 dezembro 2008

Agradecimentos

Este post é em agradecimento aos sites que foram fontes de tráfego para este site neste mês. Estes sites ao mesmo tempo são sites do qual participo, leio e aprecio. Muito obrigado aos amigos que apoiam ou simplesmente falam e/ou participam dos mesmos assuntos que eu.

Confiram alguns da enorme lista:
Abraço a todos

04 dezembro 2008

Inicia a corrida para montar tendas no Reveillon

A partir da próxima segunda-feira (08), começam as inscrições para quem quiser montar tendas nas praias de Itapoã, Itaparica e Praia da Costa para o Réveillon. Ao todo, 300 vagas estão sendo disponibilizadas para comemorar a chegada de 2009 nas praias de Vila Velha.

Os interessados devem procurar a Fiscalização de Postura da Secretaria de Municipal de Serviços Urbanos (Semsu), até dia 12 de dezembro, das 8 às 17 horas. Lá, devem preencher um formulário de requerimento e anexá-lo a cópias da Carteira de Identidade e do CPF. 

O tamanho máximo das tendas é de 25 metros quadrados, com uma distância de pelo menos oito metros entre elas, porém, será proibido cercar a área. O proprietário pode escolher o local de instalação no momento da inscrição, seguindo a ordem de entrada.
 
Quem conseguir a autorização, poderá montar as tendas a partir da 7 horas do dia 31 de dezembro. Já a desmontagem do espaço deverá ser feita até às 18 horas do dia 1º de janeiro de 2009. Para evitar acidentes, não será permitido nenhum tipo de ligação elétrica, nem botija de gás ou fogos de artifício. Fiscais da Semsu vão estar nos locais para monitorar e fiscalizar as tendas.

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos fica na rodovia Carlos Lindenberg, nº. 5.001, no bairro Alecrim. Mais informações pelo telefone: 3185-5708.
 
 Fonte:http://www.vilavelha.es.gov.br/

02 dezembro 2008

Quem pode me julgar?

Desculpa se fiz alguma coisa errada aqui
Desculpa, não fiz, mas tem alguma coisa errada aqui
Me fale, eu sei que tem alguma coisa errada aqui
Mas pense, quem sabe eu sou a coisa errada aqui

Quem pode me julgar?
Pra onde vão levar a minha alma se meu corpo desistir
Se puder me ajudar, não me faça calar
Certo ou errado sempre tem um pra aplaudir

Me diz o que tanto atrapalha você
Me diz porque eu não consigo entender
Me diz se fiz você não me compreender
Me diz, quem sabe eu sou a coisa errada aqui

Quem pode me julgar?
Pra onde vão levar a minha alma se meu corpo desistir
Se puder me ajudar, não me faça calar
Certo ou errado sempre tem um pra aplaudir

Henrique Corrêa

26 novembro 2008

Sem querer

*** Letra e Música de 23/05/2006 ***

Sem querer (Henrique Corrêa)
Não foi por mal
Eu não sabia que você estava
Tão perto de mim
Mas não pude prever

Foi natural
O que eu almejava alcancei
E foi sem querer

Passou o tempo e nada aconteceu
O seu olhar não olhava mais o meu
E tudo aquilo que a gente não viveu
Alguém me ofereceu

Acreditei
Que um dia tu pudesses me dizer
Que o que sonhei
Era mais real do que pensei

Ficou no ar em algum lugar
E eu sem saber, mas sem duvidar
Não esperava te magoar
Mas tive que aceitar

24 novembro 2008

DEPILAÇÃO MASCULINA

Estava eu assistindo tv numa tarde de domingo, naquele horário em que não se pode inventar nada o que fazer, pois no outro dia é segunda-feira, quando minha esposa deitou ao meu lado e ficou brincando com minhas "partes". Após alguns minutos ela veio com a seguinte idéia: Por que não depilamos seus ovinhos, assim eu poderia fazer "outras coisas" com eles.

Aquela frase foi igual um sino na minha cabeça. Por alguns segundos fiquei imaginando o que seriam "outras coisas". Respondi que não, que doeria coisa e tal, mas ela veio com argumentos sobre as novas técnicas de depilação e eu imaginando as "outras coisas" não tive mais como negar. Concordei.

Ela me pediu que ficasse pelado enquanto buscaria os equipamentos necessários para tal feito. Fiquei olhando para TV, porém minha mente estava vagando pelas novas sensações que só acordei quando escutei o beep do microondas. Ela voltou ao quarto com um pote de cera, uma espátula e alguns pedaços de plástico.

Achei meio estranho aqueles equipamentos, mas ela estava com um ar de "dona da situação" que deixaria qualquer médico urologista sentindo-se como residente. Fiquei tranqüilo e autorizei o restante do processo. Pediu para que eu ficasse numa posição de quase-frango-assado e liberasse o aceso a zona do agrião.

Ela pegou meus ovinhos como quem pega duas bolinhas de porcelana e começou a passar cera morna. Achei aquela sensação maravilhosa!! O Sr. P* já estava todo "pimpão" como quem diz: "sou o próximo da fila"!! Pelo início, fiquei imaginando quais seriam as "outras coisas" que viriam.

Após estarem completamente besuntados de cera, ela embrulhou ambos no plástico com tanto cuidado que eu achei que iria levá-los para viagem. Fiquei imaginando onde ela teria aprendido essa técnica de prazer: Na Tailândia, na China ou pela Internet mesmo.

Porém, alguns segundos depois ela esticou o saquinho para um lado e deu um puxão repentino. Todas as novas sensações foram trocadas por um sonoro PUUUUTA QUEEEE O PARIUUUUUUU quase falado letra por letra.

Olhei para o plástico para ver se o couro do meu saco não tinha ficado grudado. Ela disse que ainda restaram alguns pelinhos, e que precisava passar de novo. Respondi prontamente: Se depender de mim eles vão ficar aí para a eternidade!!

Segurei o Dr. Esquerdo e o Dr. Direito em minhas respectivas mãos, como quem segura os últimos ovos da mais bela ave amazônica em extinção, e fui para o banheiro. Sentia o coração bater nos ovos.

Abri o chuveiro e foi a primeira vez que eu molho o saco antes de molhar a cabeça. Passei alguns minutos só deixando a água gelada escorrer pelo meu corpo. Saí do banho, mas nesses momentos de dor qualquer homem vira um bebezinho novo: faz merda atrás de merda. Peguei meu gel pós barba com camomila "que acalma a pele", enchi as mãos e passei nos ovos. Foi como se tivesse passado molho de pimenta.

Sentei no bidê na posição de "lava xereca" e deixei o chuveirinho acalmar os Drs, peguei a toalha de rosto e fiquei abanando os ovos como quem abana um boxeador no 10°round. Olhei para meu P*, ele tão alegrinho minutos atrás, estava tão pequeno que mais parecia irmão gêmeo de meu umbigo.

Nesse momento minha esposa bate na porta do banheiro e perguntou se eu estava passando bem. Aquela voz antes tão aveludada e sedutora ficou igual uma gralha. Saí do banheiro e voltei para o quarto. Ela estava argumentado que os pentelhos tinham saído pelas raízes, que demorariam voltar a nascer. "Pela espessura da pele, aqui não nasce nem penugem, meus ovos vão ficar que nem os das codornas ", respondi. Naquele momento sexo para mim nem para perpetuar a espécie humana.

No outro dia pela manhã fui me arrumar para ir trabalhar. Os ovos estavam mais calmos, porém mais vermelhos que tomates maduros. Foi estranho sentir o vento bater em lugares nunca antes visitados. Tentei colocar a cueca, mas nada feito. Procurei alguma cueca de veludo e nada. Vesti a calça mais folgada que achei no armário e fui trabalhar sem cueca mesmo.

Entrei na minha seção andando igual um cowboy cagado. Falei bom dia para todos, mas sem olhar nos olhos. E passei o dia inteiro trabalhando em pé com receio de encostar os tomates maduros em qualquer superfície.

Resultado, certas coisas devem ser feitas somente pelas mulheres. Não adianta tentar misturar os universos masculino e feminino

O Brasil é Foda!

Neste Brasil imenso
Quando chega o verão,
Não há um ser humano
Que não fique com tesão.

É uma terra danada,
Um paraíso perdido.
Onde todo mundo fode,
Onde todo mundo é fodido.

Fodem velhos, fodem velhas,
Fodem cão, fodem cadelas.
E pra ficar com cabaço,
Fodem o cu das donzelas.

Fodem moscas e mosquitos,
Fodem aranha e escorpião,
Fodem pulgas e carrapatos,
Fodem empregadas com patrão.

Os brancos fodem os negros
Com grande consentimento,
Os noivos fodem as noivas
Bem antes do casamento.

General fode Tenente,
Coronel fode Capitão.
E o presidente da República
Vive fodendo a nação.

Os freis fodem as freiras,
O padre fode o sacristão,
Até na igreja de crente
O pastor fode o irmão..

Todos fodem neste mundo
Num capricho derradeiro.
E o danado do Dentista
Fode a mulher do Padeiro.

Parece que a natureza
Vem a todos nos dizer,
Que vivemos neste mundo
Somente para foder.

E você, meu nobre amigo
Que está a se entreter,
Se não gostou da poesia
Levante e vá se foder!!!

20 novembro 2008

Mamãe, eu quero subir no ranking do BlogBlogs!

O BlogBlogs é o site brasileiro que indexa os blogs. O ranking dele mostra sua “influência” na Blogosfera brazuca. Todos que grandes blogs, os bam-bam-bans, os formadores de opinião estão lá. E agora você tem a chance de subir nesse importante ranking e alcançar fama e quem sabe… fortuna!

Como o BlogBlogs trabalha com links e que blogs-linkam-outros-blogs, quanto mais linkado seu blog é maior é seu ranking.

Sabendo disso o os blogs inSUPORTÁveis e Rafabarbosa.com criaram a campanha MAMÃE, QUERO SUBIR NO RANKING DO BLOGBLOGS! onde todos linkam todos. Uma ajuda mútua onde todos ganham!

Para participar também, é simples! Basta você comentar nesse post ou nesse, mandando o link da postagem sobre a campanha !

Blogs Participantes:

inSUPORTÁveisRafaBarbosa.com - SNES-ClassicsLazerPaguei MicoTotalmente ResponsaNerdPobreDesconspiraçãoAté Tu BrutusBoneco de MeiaCogumelos - O Crepúsculo - Triplo Sentido - Caixa Pretta - Papibakigrafo - Fester Blog - Estranhos Europeus - Mundo Afora - Igaum - Senhor Coxinha - Macacumor - Jacaré não come Alpiste - Muita Pimenta - Blog Stereo - Portal Brogui - AJ - Seu estranho - E-Fail - Speed Racer Go Brazil - Pica Pau Brazil - Blog da Mandioca - Malcan - Kamikaze Blog - Mamão Papaia - Malvada - Blog Alternativa - Praticando Humor - Resistance Base - Tudo a ve - Esqueci as chaves - Os Gugas - Foodasticos - Medo do Ego - Denker - Quarto Universitário - SlinkBlog - Café com Pão - Blog do Tiago - Pior -XGoogle - Momento Piada - Fábio P. - Blogando Blog - Seu Boga - Drax - Corto Cabelo e pinto - Outside - Balabusca - Void - Torresmo Fresco - Quatro Minutinhos - Que Mario? - O Padre Voador - Mundo Véio - Mente Vazia é Oficina! - Cogumelo Louco - Vipuraí - Velho - N3tho - Corvos de Malta - NadaVe - Na Mosca - Bate Cabeça - Tô Zuando - Xerox66 - Comic World - Bravus - D_Ver@s - Medsi Downloads - Plano Beta - Sónaboa - Blog do Catarino - Dekantalabassi - O que rola na net - Infonet News - Dia Quente - Minino Bobo - Toques de Prazer - Erro 404 - Jose Carlos Jr. - Eh Memo - Gestantes -Agrega - Henrique Corrêa

18 novembro 2008

Lei Vila Velha Cultura e Arte

A partir do dia 05 de novembro até o dia 08 de dezembro de 2008, estão abertas as inscrições para a apresentação de projetos culturais para 2009 na Lei Vila Velha Cultura e Arte. O valor aprovado este ano é de 1300000,00 para diversos segmentos da Cultura, e as informações já estão no site www.vilavelha.es.gov.br ( Cultura ), onde os proponentes encontrarão o texto completo da Lei 4.573, a Resoluçao Normativa, o Edital para 2009 e o Formulário obrigatório para ser preenchido.

No dia 13 de novembro, quando a Lei completou o 1º aniversário, houve no Teatro Municipal, na Praça Duque de Caxias, Centro, uma Palestra sobre Formatação e preenchimento do Formulário da Lei Vila Velha Cultura e Arte, ministrada por Talmon Júnior - Coordenador Executivo da Lei e Vanusa Andrade - Assessora Técnica da Lei.

Avisam também que este ano, não haverá em nenhuma hipótese, prorrogação de prazo para inscriçao dos projetos.

Pede-se também, aos proponentes culturais, que leiam atenciosamente os documentos que estão disponíveis no site acima divulgado para que depois possam tirar as dúvidas com a equipe da Coordenadoria Executiva da Lei Vila Velha Cultura e Arte.

Lembra-se também que os proponentes culturais contemplados no último edital, não podem se inscrever nesta jornada.

Mais informações pelos tels 27 31855787 / 27 31855788 / 27 92493587

17 novembro 2008

Regina Lyra

Regina Lyra nasceu em João Pessoa, Ponto mais Oriental das Américas. É poeta, professora universitária. Publicou seis livros:
  • O livro das Emoções, 1998.
  • Sonhos e Fantasias, 2000.
  • Insensatas Palavras, 2003.
  • Tempo de Encanto, 2004.
  • Atos em Arte, 2006
  • Entre_Nós, 2008
Participou de várias antologias, nacionais e internacionais. Sua obra traz como característica a procura persistente pelo contexto poético, pela leitura do seu tempo. Contém uma temática voltada para uma poesia lírica, sem deixar de trabalhar outros temas. Sua busca incansável dos seus eus permeia diversidades de espaços. Assim, sua obra transcende a área geográfica do seu Estado, conquistando leitores e admiradores nas grandes cidades do País. Regina Lyra constrói poemas com uma linguagem contemporânea, de seu tempo, de sua história. Este é um dos papéis da sua arte. Com um grito amoroso de protesto social, busca o comprometimento com seu povo e a análise crítica do mundo.

Outra característica da Autora é o espírito culturalmente participativo, que leva Regina Lyra a ser sócia da UBE – União Brasileira de Escritores e também da REBRA – Rede de Escritoras Brasileiras. É eleita Membro titular do Pen Clube do Brasil, em 2007. Regina Lyra comemora 10 anos de intensa atividade poética, lancou seu sexto livro na Bienal de São Paulo 15 de agosto, no Pen Clube do Brasil (RJ) no dia 27 de agosto. Agora apresenta ao povo baiano seu mais recente livro Entre_Nos, cujo lançamento ocorrerá no dia 21 de novembro às 18.00 horas na Academia de Letras da Bahia.

Participou ao longo desses 10 anos de várias Bienais: em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Maceió. Festivais de poesia, FLIP em Paraty, entre outros tantos encontros de poesia. Reynaldo Valinho Alvarez a chamou: REGINA LYRA, FORÇA DA NATUREZA. Afirma: "Muita gente já foi comparada a um vulcão, pela capacidade explosiva de fazer coisas ou pela energia com que se atira à vida e suas peripécias. Regina Lyra também merece essa comparação, no que se refere à busca incansável de sua afirmação no território das letras".

14 novembro 2008

Adeus Jorge Sales

É com tristeza que informo que nosso poeta Jorge Sales faleceu na manhã desta sexta-feira, 14 de novembro de 2008. O sepultamento será realizado amanhã, sábado 15 de novembro, no Cemitério Parque da Paz em Ponta da Fruta - Vila Velha.

Mas se agora nos sentimos tristes com esta perda, podemos nos confortar na alegria com que Jorge viveu sua vida e como nos tocou com suas poesias, cordéis, honestidade e generosidade. Jorge deixou sua marca neste mundo deixando muitos amigos e uma obra, digna de seu talento, que sempre nos fará lembrar dele.

Fonte: Jorge Sales

Pai
Pai que é pai de longe
Agora tão longe que não mais verei

Pai
Pai que sempre esteve
Pai que nunca mais terei

Amigo
Muito mais amigo que pra ti eu fui

Amigo
Com lindo sorriso e mais brilho que a luz

Mestre
Ensinou-me os truques e também besteiras
Mostrou-me todas as formas de alegria
E somente uma forma de tristeza

Já deixa saudades
Um dia também hei de deixar
Um dia iremos, talvez, nos reencontrar

Já deixou história
Já registrou seu nome no mundo
Já fez mais do que quem acha que fez tudo

Já deixou a vida
Mas virou imortal
Cravando no mundo suas palavras em versos
Gravando no coração da gente seu rosto, sua alma

Jorge sentou praça na cavalaria
eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia
Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Para que meus inimigos tenham maõs e não me toquem
Para que meus inimigos tenham pés e não me alcacem
Para que meus inimigos tenham olhos e não me vejam
E nem mesmo o pensamento eles possam ter para me fazeram mal
Armas de fogo, meu corpo não alcançarão
Facas e espadas se quebrem sem o meu corpo tocar
Cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar
pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge

Jorge Ben

Meu Adeus e Obrigado
Ao meu grande Mestre, Amigo e Amado

11 novembro 2008

Mudar sempre é preciso!

Esta semana estou começando uma nova vida e gostaria de compartilhar as experiências desta mudança.

Estou saindo de uma empresa de consultoria e sistemas e entrando em uma autorizada de telefonia. Além do aumento salarial, outras opções me auxiliaram nesta mudança. Recebi esta proposta de trabalho há duas semanas e comecei meu pesadelo sentimental em relação à troca do certo pelo duvidoso, à liberdade conquistada, às amizades, ao relacionamento com a gerência e outras coisas do tipo "o que me faz ficar aqui".

Pensei muito na proposta que recebi também, coisas do tipo "o que me faz trocar de emprego" como aumento salarial razoável, um plano de saúde melhor, stress reduzido devido ao ambiente de trabalho, aprendizado de novas ferramentas e de novas tecnologias, experiência e novas amizades.

Foi uma decisão difícil pois havia o fator emocional comigo. Sei que é melhor arrepender por uma coisa que fiz do que por uma que não fiz então, decidi que iria trocar de emprego e ponto final. Ontem foi o primeiro dia e já me sinto bem com a escolha que fiz.

Estou preparando uma matéria sobre mudança de emprego. Gostaria da opnião de vocês a respeito desta mudança. Já receberam alguma proposta de mudança? Como foi? O que fizeram?

Forte Abraço

10 novembro 2008

Portfólio

Site institucional
Empresa: Solution Consutoria
Local: Vitória - ES
Visitar
Sistema e-Solution
Empresa: Solution Consutoria
Local: Vitória - ES
Site institucional
Empresa: Atol Chopperia
Local: Vitória - ES
Visitar
Site Institucional
Empresa: VitóriaMax Treinamentos e Eventos
Local: Vitória - ES
Visitar


http://www.solutionconsultoria.com.br - Website institucional e Sistema de Gestão de Atendimento e Consultoria aplicando as tecnologias PHP, MySQL, HTML, DHTML, CSS, Javascript, Photoshope e Flash.

http://www.endurodeaventura.com.br/system - Sistema gestor de provas de enduro, aplicando as tecnologias PHP, MySQL, HTML, DHTML, Javascript e CSS.

http://www.teclinkonline.com.br - Sistema de Logística e Gestão Empresarial, aplicando as tecnologias ASP, SQL, Javascript, HTML e DHTML.

http://henriquecorrea.blogspot.com, http://maildevida.blogspot.com - Desenvolvimento de interface para plataforma Blogger aplicando as tecnologias HTML, XHTML e Javascript.

http://www.sbbg.com.br - Site institucional aplicando as tecnologias Flash, HTML, CSS e Javascript.

Portfólio em desenvolvimento:
http://www.endurodeaventura.com.br/system
http://www.repteisdoasfalto.net
http://cordelizando.blogspot.com
http://bloggerizando.blogspot.com
http://seodinheiro.blogspot.com

07 novembro 2008

Concurso Poemateca - A Arte de Criar

Acabo de receber a notícia de que fui classificado no concurso Poemateca - A Arte de Criar. Participei da fase classificatória com 3 poesias.

Eis a lista completa dos autores selecionados para a segunda fase do concurso. Ao todo foram selecionados 52 autores, que terão até o dia 22 de Novembro para criarem um texto inédito (ainda não postado em nenhum site, blog; nem editado em formas impressas) colocando em cheque toda sua capacidade literária e criativa, para que sejam escolhidos o 1°, 2° e 3° lugares.

A lista esta em ordem alfabética, dando preferência ao pseudônimo.

*songueira*
Anderson R.Z.
Andressa Iha
Andressa Rosa
Andry Maya
Anjo Pensador
anna karenina
Antonio Carlos Vilela
Bia de Barros
black jocker
Bobê Campos
Carmen Vervloet
Claudia Gomes
CrisBattaglia
cristiano pita
Danny Borges
Dead Poet
Denise Viana * Psico-Poeta
Diogo Monteiro
DORA OLIVEIRA
DRG
Eduardo Antési
Eliza Gregio
EMERSON "NIR"
Gabi Prado
geraldo trombin
Gregory Luis
Gyl Ferrys
Henrique Corrêa
Henrique Maidl
Iwanik Niva kolaga
Jaime Marques
janaina da cunha
Jeferson Macedo e Silva
Karla Hack
Leandra Postay
Letícia Teixeira Rocha
Luciano Dionísio
Maluco beleza (pseudonimo)
Margô Machado (pseudonimo)
Maria Coelho
Moniquinha San
Morena9225
NEU
Nina Fonseca
Pires de Mello
renato lima
Sérgio Filho
Símy
SU ANGELOTE
Thiago Rodrigues
Tulio Santos
VALDEZZ
Verluci Almeida
Ziar

Ainda há a fase de repescagem, até o dia 11 de Novembro, que dará uma nova chance aos não classificados na primeira fase.

O formulário para envio dos textos para a proxima fase e para a repescagem será disponibilizado a partir de 07/11 as 16:00, no site Poemateca.

05 novembro 2008

5 de Novembro

Hoje, dia 5 de Novembro, é um dia muito especial para este blog voltado à cultura e À web. Confira o que se comemora hoje:
  • Dia Nacional da Língua Portuguesa (no Brasil)

  • Dia Nacional da Cultura (no Brasil)

  • Dia do Nacional do Design/Designer

  • Dia Mundial Do Cinema

  • Barack Obama é eleito o primeiro presidente afro-americano dos EUA????

E para homenagear a importância da cultura nacional, segue o texto/música:

Meu País (Alípio / Henrique Corrêa)

Parece que o presidente
Sente mas não percebe
Mas não percebe que a gente
A gente percebe e sente

Parece que somos escravos
Colônia, colonizados
É como se o Brasil não fosse da gente

E será que a gente sente?

Em angra a usina
Óleo na Guanabara
Criança sem escola
Doença que atrapalha

E será que a gente sente?

Deixaram meu país nas mãos de um aproveitador
Deixando-nos de lado, tentando se impor.
Corrupção, queimadas, matança e terror.
Eu pago meu imposto, mas não tenho valor.

E será que a gente sente?

04 novembro 2008

A tecnologia do abraço, por um matuto mineiro...

O matuto falava tão calmamente, que parecia medir, analisar e meditar sobre cada palavra que dizia...

_ É ... das invenção dos homi, a que mais tem sintido é o abraço.
O abraço num tem jeito di um só aproveitá!
Tudo quanto é gente, no abraço, participa uma beradinha...
Quandu ocê tá danado de sodade, o abraço de arguém ti alivia...
Quandu ocê tá cum muita reiva, vem um, te abraça e ocê fica até sem graça de continuá cum reiva...
Si ocê tá feliz e abraça arguém, esse arguém pega um poquim da sua alegria...
Si arguém tá duente, quandu ocê abraça ele, ele começa a miorá, i ocê miora junto tamém...
Muita gente importante e letrado já tentô dá um jeito de sabê purquê qui é, qui o abraço tem tanta tequilonogia, mas ninguém inda discubriu...
Mas, iêu sei! Foi um ispirto bão de Deus qui mi contô...
Iêu vô contá procêis u qui foi quel mi falô:
O abraço é bão pur causa do Coração...
Quandu ocê abraça arguém, fais massarge no coração!...
I o coração do ôtro é massargiado tamém!
Mas num é só isso, não... Aqui tá a chave do maió segredo de tudo:
É qui, quandu nois abraça arguém, nóis fica cum dois coração no peito!...

Intonce... um abraço prô cê...

Autor Desconhecido
Contribuição de Cecilia Maia "A Poderótica"

Particular

Ainda não disseram o quanto te amo.
Ainda não preocupou o quanto te admiro.
Falam coisas que deveriam estar entre nós dois.
Deixam escapar bobagens importantes
Fizeram de nossas vidas uma revista de novelas.
Nem o jornal expõe tanto o nosso calor
Às vezes me sinto um idiota se tratando de detalhes
E guardo más recordações de todos nossos instantes

Se mostrassem o bem que te faço
Ao inves de mostrarem nossa cama.
Não investissem em nossas palavras
Mas focam nossas mãos suadas.
Me vejo lambendo tua orelha
Mas nunca deslumbro seus olhos
E quando estamos sós entre quatro paredes
Eles levam suas cameras modernizadas.

Se fossemos acaso, mas somos avesso ao caso
Se fossemos culpados, mas nem somos desculpados
Nos julgam interessantes, mas quando amantes
Somos uma orgia... louca a luz do dia.

Henrique Corrêa

31 outubro 2008

Dia das Bruxas - Halloween

O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxónicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações pagãs dos antigos povos celtas.

A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão" na língua celta).

A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando:

Origem Pagã

A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam início ao ano novo celta. A “festa dos mortos” era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam “o céu e a terra” (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como “médiuns” entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.

Origem Cristã

Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar “Todos os Mártires”. Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (panteão) num templo cristão e o dedicou a “Todos os Santos”, a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III(† 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e “All Hallow Een” até chegar à palavra atual “Halloween”.

Etimologia

Posto que, entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome atual da festa: Hallow Evening -> Hallowe'en -> Halloween. Rapidamente se conclui que o termo "Dia das bruxas" não é utilizado pelos povos de língua inglesa, sendo essa uma designação apenas dos povos de língua (oficial) portuguesa.

Outra hipótese é que a Igreja Católica tenha tentado eliminar a festa pagã do Samhain instituindo restrições na véspera do Dia de Todos os Santos. Este dia seria conhecido nos países de língua inglesa como All Hallows' Eve.

A relação da comemoração desta data com as bruxas propriamente ditas teria começado na Idade Média no seguimento das perseguições incitadas por líderes políticos e religiosos, sendo conduzidos julgamentos pela Inquisição, com o intuito de condenar os homens ou mulheres que fossem considerados curandeiros e/ou pagãos. Todos os que fossem alvo de tal suspeita eram designados por bruxos ou bruxas, com elevado sentido negativo e pejorativo, devendo ser julgados pelo tribunal do Santo Ofício e, na maioria das vezes, queimados na fogueira nos designados autos-de-fé.

Essa designação se perpetuou e a comemoração do halloween, levada até aos Estados Unidos pelos emigrantes irlandeses (povo de etnia e cultura celta) no século XIX, ficou assim conhecida como "dia das bruxas", uma lenda histórica.

Halloween, Hoje
Fantasia de Halloween.

Se analisarmos o modo como o Halloween é celebrado hoje, veremos que pouco tem a ver com as suas origens: só restou uma alusão aos mortos, mas com um caráter completamente distinto do que tinha ao princípio. Além disso foi sendo pouco a pouco incorporada toda uma série de elementos estranhos tanto à festa de Finados como à de Todos os Santos.

Entre os elementos acrescidos, temos por exemplo o costume dos “disfarces”, muito possivelmente nascido na França entre os séculos XIV e XV. Nessa época a Europa foi flagelada pela Peste Negra (peste bubônica), que dizimou perto da metade da população do Continente, criando entre os católicos um grande temor e preocupação com a morte. Multiplicaram se as Missas na festa dos Fiéis Defuntos e nasceram muitas representações artísticas que recordavam às pessoas a sua própria mortalidade, algumas dessas representações eram conhecidas como danças da morte ou danças macabras.

Alguns fiéis, dotados de um espírito mais burlesco, costumavam adornar na véspera da festa de finados as paredes dos cemitérios com imagens do diabo puxando uma fila de pessoas para a tumba: papas, reis, damas, cavaleiros, monges, camponeses, leprosos, etc. (afinal, a morte não respeita ninguém). Também eram feitas representações cênicas, com pessoas disfarçadas de personalidades famosas e personificando inclusive a morte, à qual todos deveriam chegar. Possivelmente, a tradição de pedir um doce, sob ameaça de fazer uma travessura (trick or treat, “doce ou travessura”), teve origem na Inglaterra, no período da perseguição protestante contra os católicos (1500 1700). Nesse período, os católicos ingleses foram privados dos seus direitos legais e não podiam exercer nenhum cargo público. Além disso, foram lhes infligidas multas, altos impostos e até mesmo a prisão. Celebrar a missa era passível da pena capital e centenas de sacerdotes foram martirizados.Produto dessa perseguição foi a tentativa de atentado contra o rei protestante Jorge I. O plano, conhecido como Gunpowder Plot (“Conspiração da pólvora”), era fazer explodir o Parlamento, matando o rei, e assim dar início a um levante dos católicos oprimidos. A trama foi descoberta em 5 de novembro de 1605, quando um católico converso chamado Guy Fawkes foi apanhado guardando pólvora na sua casa, tendo sido enforcado logo em seguida. Em pouco tempo a data converteu se numa grande festa na Inglaterra (que perdura até hoje): muitos protestantes a celebravam usando máscaras e visitando as casas dos católicos para exigir deles cerveja e pastéis, dizendo lhes: trick or treat(doce ou travessuras). Mais tarde, a comemoração do dia de Guy Fawkes chegou à América trazida pelos primeiros colonos, que a transferiram para o dia 31 de outubro, unindo a com a festa do Halloween, que havia sido introduzida no país pelos imigrantes irlandeses.Vemos, portanto, que a atual festa do Halloween é produto da mescla de muitas tradições, trazidas pelos colonos no século XVIII para os Estados Unidos e ali integradas de modo peculiar na sua cultura. Muitas delas já foram esquecidas na Europa.

Novos elementos do Halloween

A celebração do 31 de Outubro – muito possivelmente em virtude da sua origem como festa dos druidas – vem sendo ultimamente promovida por diversos grupos “neo pagãos”, e em alguns casos assume até mesmo o caráter de celebração satânica e ocultista. Hollywood contribui para isso com vários filmes, entre os quais se destaca a série Halloween, na qual a violência plástica e os assassinatos acabam por criar no espectador um estado de angústia e ansiedade. Muitos desses filmes, apesar das restrições de exibição, acabam sendo vistos por crianças, gerando nelas o medo e uma idéia errônea da realidade.A ligação dessa festa com o mal e com o ocultismo se comprova também pelo fato de que na noite do 31 de outubro se realizam na Irlanda, nos Estados Unidos, no México e em muitos outros países missas negras e outras reuniões desse tipo.Na celebração atual do Halloween, podemos notar a presença de muitos desses elementos. As fantasias, enfeites e outros itens comercializados por ocasião dessa festa estão repletos de bruxas, gatos pretos, vampiros, fantasmas e toda espécie de monstros horríveis, que às vezes chegam a ter conotações verdadeiramente satânicas.

29 outubro 2008

Um pra você, um pra mim

Em uma cidadezinha do interior havia uma figueira carregada dentro do cemitério. Dois amigos decidiram entrar lá à noite (quando não havia vigilância) e pegar todos os figos.

Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o 'prêmio'.

- Um pra mim, um pra você.
- Um pra mim, um pra você.
- Pô, você deixou esse dois caírem do lado de fora do muro!
- Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pega os outros.
- Então tá bom, mais um pra mim, um pra você.

Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de 'um pra mim e um pra você' e saiu correndo paraa delegacia. Chegando lá, virou para o policial:

- Seu guarda, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!
- Ah, cala a boca bêbado!
- Juro que é verdade, vem comigo.

Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar...

- Um para mim, um para você.

O guarda assustado:

- É verdade! É o dia do apocalipse! Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?

Lá dentro, os dois amigos já estavam quase terminando...

- Um para mim, um para você. Pronto, acabamos aqui. E agora?

- Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro...

28 outubro 2008

Obrigado

Obrigado por retirar toda a felicidade que existia em meu peito
De repente os meus sentimentos se acabaram mais uma vez
E tudo como sempre começou com minhas palavras
E terminou como se não houvesse acontecido nada
Conheço bem o peso dos costumeiros desgostos
Das doces vezes que sorri em vão
Das descobertas mais felizes que não deram em nada
Dos beijos doces que imaginei terem sido tudo
E dói no peito, o corpo todo treme
Minhas frases insistem em dizer "solidão"
Jamais senti o que senti agora
Não sei até onde acredito ou não
Já disseram que não sou como antes
Se importarem e acreditaram em mim
Mas nada sou nem posso nesse instante
Se quem não acredita é quem me dava razão
Mas ainda existe o desejo constante
A esperança não se resume em um só momento
Queria eu que a palavra "adeus"
Não me causasse tanto sofrimento

27 outubro 2008

Fazer a diferença

Recebi uma mensagem que gostaria de compartilhar com vocês pois me deixou muito feliz e emocionado com meu trabalho como Poeta.

POESIA "EU PRECISO CHORAR"

Meu nome é Wagner,psicólgo, trabalho em São paulo com depend~encia química. Sou seu amigo do Dihitt e olhando seu blog encontrei essa poesia que fiz questão de imprimir e mostrar para alguns colegas daqui. O conteúdo da poesia vinha de encontro com o que discutíamos com nossos pacientes em grupo temático, ou seja, a impossibilidade de sentir depois deuma longa história de perdas e afastamento de si mesmos. Uma colega psicóloga, encantada com sua poesia resolveu lê-la numa atividade de educação em saúde com os pacientes. Ela me contou que estes ficaram emocionados e muitos pediram cópia de sua poesia para ter com eles. Achei quew deveria te informar e que você gostasse de saber o quanto suas palavras atingiram pessoas que já perderam tudo na vida, que vivem o drama de uma dependência e que mesmo não tendo mais nada, quiseram ter uma cópia de sua poesia para ler e refletir.
Parabéns pelo trabalho.

Um abraço

Wagner

Fiquei muito feliz em saber que o conteúdo de uma poesia minha tenha chegado ao local que eu busco sempre: o coração! Esta foi uma excelente notícia!

Agradeço à participação do Wagner no blog e ao seu empenho na divulgação de um trabalho que hoje é quase esquecido no Brasil. A poesia tem poder de transformar pessoas, tocar corações antes intocáveis, quebrar barreiras inimagináveis. Sempre busco atingir e ter efeito, fazer a diferença. E ele me provou que fui capaz de fazer este trabalho ao menos em um de meus textos.

A poesia "Eu preciso chorar", por ser de longa data, estava entre as que eu já não declamava ou divulgava com afoito. Mas agora ela ganhou força com esta notícia.

Gostaria de divulgar esta mensagem que me enviou no meu blog para falarmos mais sobre. Gostaria muito também, se possível, de saber mais sobre as pessoas e sobre o trabalho que é feito nesta casa de recuperação, e ainda procurar ajudar no que for necessário para a reuperação destas pessoas que querem ter uma nova vida.

Mais uma vez meus agradecimentos. É muito bom saber que nosso trabalho faz diferença.

25 outubro 2008

Velha... Eu?

Já aconteceu de você, ao olhar pessoas da sua idade e pensar: Não posso estar assim tão velho (a)?!!!Veja o que conta uma amiga:

- Estava sentada na sala de espera para a minha primeira consulta com um novo dentista, quando observei que o seu diploma estava dependurado na parede.

Estava escrito o seu nome e, de repente, recordei de um moreno alto, que tinha esse mesmo nome. Era da minha classe do colegial, uns 30 anos atrás, e eu me perguntava: Poderia ser o mesmo rapaz por quem eu tinha me apaixonado à época?

Quando entrei na sala de atendimento imediatamente afastei esse pensamento do meu espírito. Este homem grisalho, quase calvo, gordo, com um rosto marcado, profundamente enrugado, era demasiadamente velho pra ter sido o meu amor secreto.

Depois que ele examinou o meu dente, perguntei-lhe se ele estudou no Colégio Sacré Coeur.

- Sim, respondeu-me.

- Quando se formou? perguntei.

- 1965 . Por que esta pergunta? Respondeu.

- É que.........

- Bem.........

- Lembro de você daquela época, eu exclamei.

E então, este velho horrível, cretino, careca, barrigudo, flácido, filho da mãe, lazarento me perguntou:

- A Sra. era professora de quê?

Poesia da Semana - Poesia Pura

Mira La mar

Mira la mar
mírala antes del frío que sostiene la tarde,
antes de amoratarse las palabras
que van hacia las nubes en busca de adjetivos.
Ve y espíala cuando despierte el huracán
al cruzar el azul las mesnadas del viento.
Sigue a su lado cuando los naranjas
regresen a mostrarse ante la noche
como reyes tomando posesión
de su trono.
Mira la mar desnuda, deshuesada,
la que imanta tus ojos,
la mar que prolifera en arteriolas
por dentro de tu ser,
la que fabrica horas animales
y salva tu cerebro de la lógica
del boomerang.

Luego ven y me cuentas si es posible
desmembrar la mirada y vestirla de oscuro
sin ahogarte en sal.

Olga Pais

22 outubro 2008

Como tornar o Orkut, o seu leitor de feeds

Adicionar um feed no okut é muito simples, desde que você tenha noção do que são feeds e também saiba onde encontrá-los.

Muita gente ainda tem dúvidas sobre o que são os feeds. Por isso criei há um tempo atras a matéria RSS Feeds. Se você também não sabe dê uma olhadinha.

Mas vamos à pratica:

1º Passo: Entre no orkut com seu nome de usuário e senha.

2º Passo: Procure por Apps na barra lateral, pouco abaixo da sua foto.
 
3º Passo: Clique em "editar". Se não aparece este link, clique em "adicionar apps". Se este link exite pule para o 5º Passo.

4º Passo: Se o link "editar" não existe, você clicou em "adicionar apps". Adicione o "BuddyPoke!", você vai gostar. É o app mais utilizado no orkut. É só clicar no link e na próxima tela clique em "salvar". Depois disso volte ao 2º Passo. Após concluir toda adição do feeds você poderá removê-lo se for o caso.
5º Passo: Se você clicou em "editar", vai perceber que abriu uma janela com as seguintes abas:
6º Passo: Clique na aba "Meus Feeds".Irá aparecer  uma caixa de texto com o título "Url:".
Nesta caixa você deve colocar o endereço do feed desejado e clicar em "Adicionar". Faça o texte com o endereço http://feeds.feedburner.com/henriquecorrea.

Prontinho. Feed Adicionado.
Agora é só repetir os passos para que possa adicionar todos os feeds desejados.
Para ler os feeds é só percorrer a barra lateral que você encontrará o link para ele:
 
Clique, leia e fique por dentro dos sites que você mais gosta.
Até o próximo post.

21 outubro 2008

Ela

É ela quem me ouve
Quem eu deixo falar
Que me acalma e me ilude
Que se entrega, se dá

Que recusa os eslogios
Mas quer ser elogiada
Ela que me faz amar
Que merece ser amada

É ela que se desmancha
Quando o abraço é apertado
É ela que me monta
Quando apareço quebrado

E somente ela anima
E somente ela cala
Ela chega em minha casa
E se sente aconchegada

Ela vive meus momentos
Ela sente meu prazer
Ela vibra, ela chora
Ela me faz viver

Ela faz tudo o que quer
Ela faz de mim um rei
Ela nem sabe quem é
Mas ela sabe que eu sei

E somente ela ativa
E somente ela pára
Ela é toda madrugada
Ela goza e não repara

Ela é pura fantasia
É desejo e é amor
É alguém que algum dia
Expulsou a minha dor

Ela é isso e muito mais
Ela sempre se supera
Inocente eu não sabia
Que estava à sua espera

Ela apareceu um dia
Ela nunca mais se foi
Foi assim que minha vida
Transformou o "um" em "dois"

Henrique Corrêa

Parabéns Nano Viana


P articularmente
A acho isso engraçado
R aramente penso nisso
A s vezes me sinto palhaço
B em diferente que vivo
E mbora pareça esquecido
N unca é totalmente
S abes que sou seu amigo

N este seu aniversário
A pesar de não estar contigo
N ão terás o real abraço
O utrora me dê um castigo

V ida repleta de glórias
I déias e sustenidos
A migo, desejo a vitória
N unca sairás da memória
A trasei mas fui preciso

PARABENS PELO SEU ANIVERSÁRIO AMIGO
MUITA MUSIQUALIDADE PRA VOCÊ SEMPRE
FORTE ABRAÇO

20 outubro 2008

20 de outubro - Dia Nacional da Poesia

Tudo
(Henrique Corrêa)

Me incomoda o fato de você existir
E fingir que eu não existo
E mesmo quando insisto
Não consigo lhe fazer sorrir
Henrique Correa diz:

Passo o dia todo pensando em teu jeito
Isso não é uma doença
Eu ainda tenho crença
Um dia habitarei em teu peito
Conto te, meus segredos.
Você não dá bola
E ainda me enrola
Quando vou contar meus medos

Só fala comigo quando é necessário
Mesmo assim eu faço papel de otário

E mesmo que eu fosse o ultimo do mundo
Não consigo lhe convencer
Eu não sei nada sobre você
Mas você pra mim é tudo

19 outubro 2008

NÃO DEIXE O AMOR PASSAR

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.
Se os olhares se cruzarem e, neste momento,houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.
Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Deus te mandou um presente: O Amor.

Por isso, preste atenção nos sinais - não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: O AMOR.

Carlos Drummond de Andrade

17 outubro 2008

Nu

Nu
Foi assim que chorei
Pois já não me sentia mais
Já não podia mais cobrir

Nu
Foi assim que sorri
Pois já não sabia mais
O que estava por vir

Chorei nu
Você se foi e me deixou despido
Teria eu o coração partido
O que me fez não entender e rir

Sorri nu
Nem sei de quê. Mas sorri nu
Foi hilário
Foi bem vestido

Henrique Corrêa

Não repare

Não repare se sou cego quando te vejo
Não repare se me esqueço não me lembro do que
Não repare, fico louco de desejos
Não repare se não posso ver

Não repare se arrepio com seu toque
Nem repare quando eu me perfumar
Não repare nos pecados cometidos
Nem espere por alguém me reparar

Não repare quando ando mal vestido
E nem mesmo quando não me pentear
Não repare meu momento adormecido
Não se espante com meu modo de olhar

Só repare o pensamento mais bonito
O equilíbrio que existe em nosso lar
O meu abraço em teu corpo exibido
O nosso gesto sem regresso a se exaltar

Henrique Corrêa

16 outubro 2008

Carmem Vervloet

Hoje, trago até vocês, dois poemas de Carmem Vervloet, enviados pela queridíssima amiga, "A Poderótica", Cexcília Maia.

Para saber mais sobre Carmem Vervloet é só clicar aqui.
De Coração

Eu te ofereço...
Lágrimas de arrependimento...
Por ter perdido tantos momentos...
De pura ternura... De afeto...
Deste nosso amor intenso e completo...

Eu te ofereço...
O meu sorriso franco...
O meu desvelo e meu encanto...
Para secar teu pranto...
Para inspirar teu canto...

Eu te ofereço...
Minha vibrante alegria...
Este sol dourado... Esta magia...
O manto da harmonia...
A luz... O som... A sinfonia...
Os versos da minha poesia...

Eu te ofereço...
Caminhos cheios de cor...
O sonho... A semente... A flor...
Uma nova vida... Viço... Esplendor...
Eu te ofereço... Meu eterno amor!...

Tu és o maestro que rege minha vida...
Em acordes de carinhos... Florida...
Rosas... Cravos... Miosótis... Lírios...
Beijos... Afagos... Carícias... Delírios!...

Teus lábios

Teus lábios tocam os meus lábios
Roubando um beijo inocente
Mas meu coração que é sábio
Reconhece um sabor diferente!

Sabor de morangos pequenos
Orvalhados pelo sereno
Que acorda meu desejo
Em acordes de realejo!
Faz tremer o meu corpo
Deixa meu coração louco!

Minha sorte está lançada
Início de caminhada
No escuro da madrugada
Contra o tudo ou o nada
No desconhecido da paixão
Na cegueira da razão...

Entrego-me sem medo
Atiro-me qual bêbado
A este sentimento que surge
E me aturde...
Na vibração do meu corpo...
Na essência deste horto...
Eu aspiro ardentemente você!

O Figurante Ivisível

Olá a Todos!

Está em cartaz a peça "O Figurante Ivisível", um espetáculo que vale à pena conferir, não só pelo texto, que coloca em cena um ensaio de "Antígona" de Sófocles, e também expõem seus problemas e conflitos, como também teve "Antígona", ao lutar contra o rei Creonte para enterrar seu irmão, e também pelo conceito, e a interpretação impecável dos atores; Edinardo Pinheiro, José Augusto Loureiro, Colette Dantas, e Higor Campagnaro.

Para conferir um trechinho de "O Figurante Invisível"

Edinardo Pinheiro nos brinda com uma interpretação maravilhosa de um personagem que é a verdadeira história do teatro.

Emfim, quem não viu, vá ver, antes que a peça comece a circular, além de tudo é uma ótima aula de História!!!
  • 17 e 18 (sábado e domingo)
  • 23, 24, 25 e 26 de outubro (quinta a domingo)
  • Teatro Galpão Vitória/ES
  • 20 horas
Obs.: além de ser espetáculo adulto não será permitido a entrada após o início.

15 outubro 2008

mais um de Cris Leal

Este pequeno texto é mais uma obra enviada pela paraense Cris Leal.

Faça valer a pena,
abrace o mais forte que puder,
segure o maior tempo possivel,
viva a delicadesa do momento,
não deixe pra depois,
seja forte e sensível,
ame,
busque,
escolha entre tudo,
nada será perfeito,
nada será eterno,
mas será perpetuado se for pra sempre,
mesmo que o pra sempre nem chegue a ser,
a felicidade esta na pétala que soltou da rosa,
o futuro é da gota de chuva que chega ao chão,
sua presença é minha força vital,
sua existência minha essência,
nem sei pra que nasci,
mas sei que são pra você meus minutos,
não tenho palavras nem gestos a mostrar,
por isso me beije,
antes que tudo acabe
e o sonho tenha fim.

Cris Leal

09 outubro 2008

Quando o luxo vem sem etiqueta

Interessante a experiência . ...

O cara desce na estação do metrô vestindo jeans, camiseta e boné, encosta-se próximo à entrada, tira o violino da caixa e começa a tocar com entusiasmo para a multidão que passa por ali, bem na hora do rush matinal.

Durante os 45 minutos que tocou, foi praticamente ignorado pelos passantes, ninguém sabia, mas o músico era Joshua Bell, um dos maiores violinistas do mundo, executando peças musicais consagradas num instrumento raríssimo, um Stradivarius de 1713, estimado em mais de 3 milhões de dólares.

Alguns dias antes Bell havia tocado no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam a bagatela de 1000 dólares. A experiência, gravada em vídeo, mostra homens e mulheres de andar ligeiro, copo de café na mão, celular no ouvido, crachá balançando no pescoço, indiferentes ao som do violino.

A iniciativa realizada pelo jornal The Washington Post era a de lançar um debate sobre valor, contexto e arte.

A conclusão: estamos acostumados a dar valor às coisas quando estão num contexto. Bell era uma obra de arte sem moldura. Um artefato de luxo sem etiqueta de grife.

Assista ao vídeo:

TESTES PARA A COMPANHIA OSWALDO MONTENEGRO DE MUSICAIS

Oswaldo Montenegro está selecionando cantores, instrumentistas e bailarinos.
Ao final das audições, 15 artistas farão parte da COMPANHIA OSWALDO MONTENEGRO DE MUSICAIS, que se apresentará em peças e shows e gravará DVDs E CDs.

Os testes serão realizados de 15 de setembro a 30 de novembro.

Os ensaios serão de dezembro a final de fevereiro, no Rio de Janeiro, quando estreará o 1º espetáculo da Cia, simultaneamente com o lançamento do CD e DVD.

Os interessados devem mandar currículo, fotos e material audiovisual (CDs e DVDs), aos cuidados de Andréa,
para o endereço: Rua visconde de Pirajá, 247 sala 602 - Ipanema
Rio de Janeiro - RJ
CEP 22410-001
Ou para o email: montenegrooficina@gmail.com

08 outubro 2008

Onde estão os novos poetas?

Sem conseguir figurar entre os nomes de grandes editoras, muitos dos jovens autores de poesia encontram abrigo na internet e em pequenas casas editorias. Essa nova geração parece enfrentar o mesmo problema das anteriores: ter de trilhar caminhos alternativos para divulgar sua arte
Por Sheyla Miranda

Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade, mestres da poesia brasileira e nomes-chave do movimento modernista, são apostas editoriais até hoje. Para o final deste ano, por exemplo, a editora Record projeta uma reunião de poemas sobre o Natal e a época de fim de ano assinados por Drummond. Segundo a diretora da Record, Luciana Villas Boas, investir em uma obra de Drummond é um ótimo negócio editorial, porque vende. E muito. Mas, no que se refere à edição de poetas inéditos, o cenário não é tão favorável: "O livro de poesia dificilmente vende quantidades expressivas, a ponto de justificar a publicação. Colocar no mercado nomes desconhecidos é praticamente impossível do ponto de vista econômico", explica Luciana.

De que modo se organizam, então, os novos poetas? Em parte, como faziam na década de 1970 e até mesmo antes, quando autores iniciantes trabalhavam em edições caseiras, que eram enviadas às editoras ou vendidas de porta em porta. Alguns autores contemporâneos persistem na auto-edição, mas a maioria migrou para empresas de pequeno porte, que se proliferaram nos início dos anos 80 e hoje são pólos fundamentais de divulgação do trabalho dos poetas.

Mariana Ianelli, poeta paulistana que publicou o primeiro livro em 1999, aos 20 anos, é exemplo desse movimento. Vencedora do Prêmio da Fundação Bunge para Poesia 2008 e considerada uma das mais talentosas escritoras da nova geração, a autora publicou seus cinco livros pela Iluminuras. "Tive o privilégio de apresentar meu livro a um editor que confiou no meu trabalho sem a prerrogativa do 'sucesso de venda', ou seja, alguém que apostou na poesia, independentemente do seu êxito ou fracasso comercial", relata Mariana.

Para ela, a importância dessas pequenas editoras para poetas iniciantes é indiscutível, já que muitos nomes publicados pela Iluminuras ou pela carioca 7Letras foram mais tarde encampados por empresas de maiores, quando se tornaram conhecidos do público. Frederico Barbosa, poeta, editor de livros e diretor do centro cultural Casa das Rosas, de São Paulo, também destaca a importância dessas casas, mas levanta a seguinte questão: "Ainda hoje, mais de 80% dos livros de poesia publicados são financiados pelo próprio autor. Algumas editoras até publicam, mas quem paga o investimento é o poeta. Isso é um grande mal, porque gera um problema de distribuição. A editora, que não financiou a obra, não paga para que seja distribuída".

Em alternativa a esse quadro, tanto Frederico quanto Mariana apontam a internet como o principal caminho para que os poetas levem a público suas criações. "A internet pode suprir o descrédito por parte das grandes editoras. Para quem está começando, talvez seja mais do que uma simples estratégia de veiculação, já que facilita o debate, a troca de impressões", opina Mariana. Para Frederico, há tempos a rede se tornou, de longe, a melhor forma de divulgar poesia. "É um ambiente democrático tanto para quem quer mostrar seu trabalho quanto para os que estão interessados em poesia".

Mesmo com o grande alcance dos blogs e das revistas eletrônicas, alguns escritores consideram imprescindível que seu poema seja impresso. Citada por Mariana, a poeta Débora Tavares, que mantém uma página há anos, nunca conseguiu reunir seus poemas em uma publicação tradicional. É também o caso da poeta Valéria Tarelho, uma escritora " impressionante, dessa leva de poetas que usam a internet como meio de divulgação", conta Frederico, que descobriu a autora navegando pela rede. A internet funciona, portanto, como mais um recurso para que as carreiras dos jovens poetas continuem a ser construídas como no passado: por vias alternativas, à margem do grande mercado editorial.

Fonte: Bravo Online

07 outubro 2008

Cordelando


R ealmente a vida passa
O nde vamos não sabemos
D escobrimos amizades
O lha o quanto aprendemos
L evantamos a poeira
F izemos muita besteira
O nde foi que "nóis erremos"?

P ersistimos na estrada
A gora nós só vivemos
R egrados ou nas baladas
A ntenados nos momentos
B em diziam muitos sábios
E m que ano saberemos?
N ão viemos ficar pouco
S omos nós que nos fazemos

P ela sua liberdade
E também pelos amores
L embre-se das amizades
O nde estão os seus temores?

S empre lembrarei de ti
E mesmo eu não "tando ai"
U m amigo sem horrores

A gradeço a você
N ossa grande amizade
I sso não é tudo ainda
V ou falar de honestidade
E respeito os pensamentos
R ealmente o considero
S eja hoje e seja sempre
A lguém que de repente
R eal, leal e cinsero
I ncansavel, coerente
O timista e moderno

Rodolfo, Parabens pelo seu aniversário

Uma declaração de amor

Uma declaração de amor(Cris Leal)

eu te amo;
nasci pra te amar;
pra descobrir ao teu lado a felicidade;
pra garantir a realização de sonhos;
fazer da nossa vida real a mais alucinante fantasia;
ficar de mãos dadas ao pôr-do-sol;
admirar a lua, mesmo na chuva;
me aquecer num abraço, em teus braços;
calar minha boca na tua,
sentir teu cheiro, teu calor;
imaginar que as horas bailam;
que as estrelas brincam;
pois contigo, nada mais me importa;
só os momento dedicados a ti;
só a necessidade de ser pra ti;
tudo aquilo que és pra mim;
mais que um amor;
mais do que minha vida;
eu e você!!!